Brasil perderá certificado de país livre do sarampo


O Ministério da Saúde confirmou nesta terça-feira (19) que encaminhou à  Organização Pan-Americana de Saúde (Opas) o registro de um caso de sarampo endêmico, ou seja, contraído dentro do território nacional, em fevereiro, no Pará. Com isso, o ministério afirma que o país perderá a certificação de nação livre da doença. 

Com isso, o Brasil perderá a certificação de país livre da doença e iniciará o plano para retomar o título. O governo federal está desenvolvendo um pacote de ações para reverter a queda das taxas de vacinação. Saiba mais no Portal Saúde https://t.co/XXGo01rrCY #VacinarÉProteger

— Ministério da Saúde (@minsaude) March 19, 2019


O critério adotado pela Opas para a perda do certificado é que o surto se mantenha por um período superior a 12 meses. Representantes da organização internacional já haviam alertado para o risco de o país perder o status de nação livre, após os primeiros casos da doença terem sido confirmados no início de 2018. Com o registro de fevereiro, completa-se o ciclo de pelo menos um ano. 


De acordo com comunicado do Ministério, o governo brasileiro iniciará um plano para retomar o título dentro dos próximos 12 meses. Entre as ações previstas estão o reforço na exigência de comprovação da vacinação por parte da população e campanhas de divulgação da importância da imunização. Segundo o ministro da Saúde,  Luiz Henrique Mandetta, é preciso elevar as taxas de cobertura vacinal.

— Nosso plano consiste em encaminhar medidas importantes ao Congresso Nacional, como a exigência do certificado de vacinação, não impeditiva, de ingresso na escola e no serviço militar. Reforçaremos, ainda, o monitoramento da vacinação, por meio dos programas de integração de renda e como norma para os trabalhadores de saúde — afirmou o ministro. 

De acordo com o ministério,  até 19 de março foram confirmados laboratorialmente 48 casos de sarampo no Brasil. Destes, 20 (42% do total) estão relacionados a casos importados e 28 (58%), a casos endêmicos, sendo no Pará e cinco no Amazonas.

A doença

O sarampo é uma doença infecciosa, grave e contagiosa, causada por um vírus. Seus sintomas são manchas avermelhadas na pele, manchas brancas na parte de dentro das bochechas, febre alta (acima de 38,5°C), tosse, coriza e conjuntivite. É transmitida pelo contato direto com a secreção do doente (ao espirrar, tossir ou falar), pela mão (tocando objetos infectados e depois levando-a à boca ou nariz) e pelo ar, em ambientes fechados como escolas, creches e clínicas.

A única maneira de se prevenir o sarampo é com vacinação. A vacina disponibilizada nos postos é a Tríplice Viral, que protege também contra a rubéola e a caxumba.

Sarampo no mundo

 Em fevereiro deste ano, a Organização Mundial da Saúde (OMS) fez um alerta para o grande aumento no número de casos de sarampo registrados no mundo no ano passado em relação a 2017, passando de 170 mil afetados para quase 229 mil, um crescimento de 50%.   A entidade lamentou as informações falsas sobre efeitos colaterais da vacina, sobretudo em países ricos.  


Fonte: gauchazh

2 visualizações

Nossos Serviços 

Funcionamento

- Planos Individuais

- Planos para Família 

- Planos Empresariais

- Planos Odontológicos

Seg - Qui: 8:00 - 18:00

Sexta: 8:00 - 17:00

Contate-nos

Rua Gervásio Pires, 234, 7º Andar

Boa Vista - Recife, PE - 50060-090

Tel: (81) 3037-1414

objetivosegurospe@gmail.com

  • Facebook - Círculo Branco
  • Instagram

© 2013 por O Divulgador.